Pró-labore: Remuneração do trabalho dos sócios de uma empresa que deve ser definida e constar na contabilidade da empresa. Ao contrário de um salário e seus direitos atrelados, no caso do pró-labore os direitos trabalhistas são opcionais para os sócios.

A retirada do pró-labore deve ser definida pelo sócio, que pode optar pelo recolhimento a partir de um salário mínimo.

Em caso de não retirada de pró-labore, nós entregamos as obrigações referentes ao INSS informando que não há movimentação.

Sobre o pró-labore incide o INSS e, dependendo do valor, também o IR. Recolhendo um salário mínimo (R$1.045) de pró-labore, será cobrado cerca de R$114,95 de INSS (sua guia GPS - Guia da Previdência Social) . Até aproximadamente R$2000 de pró-labore, não incide IR, acima disso sim. No geral, o INSS é 11% do pró-labore, mas pode chegar a 31% dependendo da atividade de sua empresa.

Quer incluir seu pró-labore no app veja este material.

Encontrou sua resposta?